…………………

As virtudes do malefício

– Então, vizinha, apanhada?!
– É, não se pode escapar sempre.
– E deu-lhe forte?
– Febre não tive, nem tosse. Perdi o olfacto.
– Oh, minha amiga, nestes tempos, como lhe invejo a sorte!

.

04/08/2022

Siga-nos:
fb-share-icon

Augusto Baptista

Outros artigos

Share
Instagram