Em Fotografia, o ponto de vista, ou seja, o local ou posição onde nos colocamos para fotografar, é decisivo para se conseguir uma boa foto. Não é por acaso que, com alguma frequência, vemos um fotógrafo deitado no chão ou pendurado nalgum sítio pouco convencional para poder captar imagens diferentes. Por outro lado, a capacidade de observação e o olhar atento ao que nos rodeia fazem toda a diferença, pelo que consideramos serem dois factores fundamentais, muito para além da qualidade da câmara fotográfica.

Vem isto a propósito das fotos que hoje publicamos. Tantas vezes passámos junto à Escola Secundária Jaime Cortesão e nunca nos apercebemos – porque não se vêem da rua por onde circulamos – das clarabóias pouco comuns existentes no seu telhado. Até que um dia, ao circular por outro local num nível mais elevado, nos deparámos com o que mostramos na primeira fotografia. Não dava para perceber o que era nem qual o objetivo, mas não nada melhor do que pôr a curiosidade a funcionar e ir ao local verificar. Tivemos a sorte de ter uma directora da escola que nos recebeu com toda a amabilidade e nos permitiu perceber e fotografar as ditas clarabóias.

Tratava-se de lanternins do século XVIII, abertos no corredor da antiga enfermaria-hospedaria do extinto Mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra, para proporcionarem maior claridade ao edifício! A sua colocação estratégica num eixo do telhado permitia iluminar as quatro enfermarias. Ainda hoje iluminam, de forma extraordinária, o corredor da escola!

(Créditos fotográficos: Albertina Costa)
(Créditos fotográficos: Albertina Costa)
(Créditos fotográficos: Albertina Costa)

29/01/2024

Siga-nos:
fb-share-icon

Albertina Costa

Maria Albertina Silva Nogueira Fonseca Costa é licenciada em Serviço Social, pelo Instituto Superior de Serviço Social de Coimbra, com pós-graduações em Intervenção Sistémica, pela Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar, e em Proteção de Menores, pelo Centro de Direito da Família da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Foi cofundadora da Delegação Regional do Centro da Associação de Profissionais de Serviço Social, da qual foi a primeira presidente. Desenvolveu a sua atividade profissional na área da saúde, em vários estabelecimentos no Porto e em Coimbra. Nos últimos anos, trabalhou essencialmente com grávidas e com crianças de risco social. Foi coordenadora de equipa no Hospital dos Covões (Hospital Geral) e na Maternidade Bissaya Barreto, do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra. Nesta última unidade, coordenou o projeto piloto “Nascer Cidadão”, que incentivava os pais a registarem os filhos na Maternidade. Atualmente, é presidente da direção da Sorriso – Associação dos Amigos do Ninho dos Pequenitos, da qual foi cofundadora e a cujos corpos sociais pertenceu. Em 2015, iniciou formação na área da Fotografia, a que se dedica de forma formal e informal, constituindo uma atividade que a tem motivado nos últimos anos. Observar a realidade que a rodeia e captá-la através da lente tem sido a sua paixão. Com a rubrica “O Meu Olhar”, Albertina Costa traz uma nova perspetiva ao jornal "sinalAberto".

Outros artigos

Share
Instagram